Naturopatia – Terapias Complementares

Alimentação adequada, fitoterapia, florais de Bach, terapia ortomolecular através da oligoterapia, entre outros, são recursos  naturais utilizados pelo terapeuta  para tornar o cliente mais consciente de seu corpo e de suas atitudes em relação a ele, promovendo mudanças que favoreçam a saúde física e emocional.

A Naturopatia, bem difundida na Europa, principalmente na Espanha e na Alemanha, através dos naturopatas Louis Kuhne e Sebastião Kneipp, vem se destacando e ganhando reconhecimento na América do Sul.

Para ter saúde é preciso considerar sua alimentação, a qualidade do seu sono, seu habitat, suas emoções, sua realização profissional e amorosa, enfim, seu relacionamento com a Natureza, já que somos um microcosmo. Tudo o que existe na natureza ( Macrocosmo), existe dentro do corpo humano na mais perfeita sincronicidade e harmonia.

Naturopatia é, acima de tudo, uma filosofia de vida para garantir essa homeostase e longevidade.

Para viver a vida de forma saudável, o naturopata vem alertando que hábitos nocivos à saúde, como sono irregular, tabagismo, uso excessivo de drogas e álcool, acumulam toxinas no corpo e levam ao mal funcionamento e consequentemente, um mal estar generalizado.

Cultivando uma atitude positiva, através da naturopatia e à medida que assimilamos seus conceitos, diminuímos o estresse e a ansiedade, ganhando disposição física e mental.

Além dos recursos naturais e técnicas mencionadas anteriormente, a naturopatia oferece também a milenar técnica da acupuntura, a arteterapia, a suplementação alimentar e a psicoterapia.

Dessa maneira, a medicina natural é o complemento que enfatiza a capacidade intrínseca do ser humano de curar-se e manter-se.

Cada cliente é único, portanto o tratamento e as técnicas também são únicos e exclusivos para o ser multidimensional que somos em função de seu momento de vida atual.

O bom desempenho na vida depende de um corpo preparado, uma percepção mais aguçada e de ação consciente

Sandra Lanza Panazzo.
Psicoterapeuta