Terapia Ortomolecular

A Terapia Ortomolecular ou Medicina Funcional, também conhecida como Oligoterapia, tem como objetivo equilibrar vitaminas e minerais em nosso organismo.

A carência desses oligoelementos causam os mais variados aparecimentos de sinais como depressão, irritabilidade, ansiedade, TPM, edemas, etc. Percebe-se uma desarmonia no organismo, mas não se sabe a causa da disfunção orgânica.

Em algumas ocasiões a TO lança mão de agentes terapêuticos provenientes de alimentos comuns, por meio de um aconselhamento nutricional, chamado de alimentação funcional. Esse processo faz parte das chamadas Naturopatias, que tem por objetivo o tratamento de sintomas ocasionados por uma desordem fisiológica reversível, de parte ou de todo o organismo, salientando que essa terapia trata o doente e não a doença.

O homem está permanentemente submetido a condições que levam ao excesso de radicais livres, como por exemplo: o estresse, o fumo, a poluição, exposições prolongadas ao sol e tantos outros agressores. Através da combinação de vitaminas e minerais, neutralizamos o efeito tóxico desses agressores, proporcionando melhor qualidade de vida.

Exemplo disso, seria um fumante que perde 25mg de vitamina C  fumando apenas um cigarro.Isso significa que se ele fumar um maço de cigarros por dia, ele perderá 500mg de vitamina C diariamente. A vitamina C é um nutriente essencial para combater infecções, absorver ferro, reduzir colesterol e triglicérides, entre outras funções.

O objetivo da Terapia Ortomolecular seria suprir essa carência através dos suplementos apropriados.

Embora uma simples vitamina C possa ser encontrada em qualquer farmácia tradicional, alertamos que o ideal seria procurar aconselhamento de um profissional qualificado, evitando os riscos de hipervitaminose e prejuízos à saúde

Sandra Lanza Panazzo.
Psicoterapeuta